fbpx

Para a grande maioria das pessoas, os títulos correspondem ao principal requisito para avaliar a grandeza de um clube. Eles são tidos como o maior motivo de orgulho para o torcedor, pois representam as glórias que enriquecem e conferem ainda mais prestígio à história do clube. 

Não é atoa que a opinião pública, de um modo geral, sempre aponta clubes como Real Madrid, Milan, Boca Juniors e outros entre os maiores clubes do planeta. 

No Brasil, existem 12 clubes chamados grandes, que possuem inúmeras conquistas ao longo da história. São chamados de grandes porque foram mais vencedores, e consequentemente conquistaram prestígio e torcida, gerando o que chamamos de ‘tradição’. Entretanto, uns venceram mais do que outros e é isso que coloca alguns times no top dos melhores.

Vamos ver alguns dos titulos importantes a serem cobiçados por alguns clubes: 

 

  • Intercontinental de clubes;
  • Mundial clubes fifa;
  • Libertadores da américa;
  • Brasileiro;
  • Recopa sulamericana;
  • Supercopa libertadores;
  • Copa campeões mundiais; 
  • Copa sul-americana.

 

Mundiais e Intercontinentais:

Tanto o atual Mundial de Clubes da FIFA como a antiga e tradicional Copa Intercontinental, também conhecida como Mundial Interclubes, receberam a maior pontuação entre todas as competições: 60 pontos. Apesar do baixo número de jogos (que variou de 1 a 3 jogos), são torneios extremamente valorizados pelos clubes brasileiros e que representam o topo e a glória máxima para um clube de futebol. A exceção é o Mundial FIFA, que tem seu valor e critério de participação bastante contestado. Entretanto, entendemos que a chancela oficial da FIFA deve prevalecer e por isso a pontuação máxima foi mantida.

No âmbito intercontinental ainda tiveram outros torneios oficiais e “semi-oficiais”. Nos anos 50, ocorreram duas edições de um torneio intercontinental conhecido como Copa Rio. Embora não seja considerada como um Mundial Interclubes, esse torneio contou, na época, com o aval da FIFA e da CBD. No ano seguinte, a FIFA abandonou a ideia mas a CBD manteve o aval para a realização da segunda e última edição do torneio. Em 2014, a FIFA reconheceu como primeiro torneio de nível mundial, sem equiparação ao atual Mundial de Clubes FIFA. Apesar dos critérios discutíveis (na época ainda não existiam competições continentais e por isso o critério de participação da Copa Rio era diferente para cada clube), há uma chancela da FIFA e por isso uma pontuação reduzida pela metade em relação aos Mundiais/Intercontinentais 1960-2014 foi utilizada: 30 pontos.

Competições Continentais:

Na América do Sul a competição mais importante é a Taça Libertadores da América. Em razão da sua importância e da sua dificuldade, recebeu uma pontuação próxima do valor do Mundial: 50 pontos. Além da Libertadores, existiram diversos torneios oficiais secundários e terciários realizados pela Conmebol. A distribuição de pontos se deu através da importância de cada torneio.

Os títulos secundários receberam de 20 a 25 pontos, e os títulos de importância terciária e quaternária receberam pontuações variadas entre 10 e 15 pontos de acordo com a tradição e dificuldade de cada competição.

Nacionais:

Tendo em vista a dificuldade e a importância do Campeonato Brasileiro, esta competição conferiu 40 pontos aos clubes. As competições nacionais que se assemelhavam ao Campeonato Brasileiro em termos de status e importância foram a Copa União, Copa João Havelange, Taça Brasil, Taça de Prata ou Roberto Gomes Pedrosa (esses dois últimos foram posteriormente unificados e por isso também são válidos oficialmente como Campeonato Brasileiro), e por isso receberam a mesma pontuação do Brasileirão.

Pela ordem de importância, temos a Copa do Brasil que é um título de segunda linha que recebeu metade do valor do Campeonato Brasileiro. Completam os nacionais a Copa dos Campeões e a Supercopa do Brasil.

Regionais e Estaduais

Distribuir uma pontuação justa para as competições regionais e principalmente estaduais foi um pouco mais difícil em razão do diferente nível de competitividade dessas competições. O Rio-SP e o Sul-Minas valeram 12 pontos ao campeão. Se por um lado o torneio Rio-SP teve muito mais edições que o Sul-Minas, por outro o Rio-SP reunia o dobro de times chamados grandes, conferindo maior dificuldade. Além disso, os times gaúchos e mineiros já participaram de outros regionais menos importantes como as Copas Sul e Centro-Oeste, que receberam 7 pontos, igualmente à Copa Nordeste.

Ficou interessando em saber mais sobre a nossa empresa? Entre contato conosco, A Likebol pode te ajudar a esclarecer qualquer dúvida!

Guilherme Dias
dezembro 31, 2019

Deixe uma resposta